Coiote

1
1243

Um animal que teve que se adaptar aos novos tempos para poder sobreviver.

CLASSE: Mamíferos
ORDEM: Carnívoros
FAMÍLIA: Carnídeos
NOME CIENTÍFICO: Canis latrans

Coiote- Características

 

coiote-adaptando-sePara ele, hoje, a caça que resta é escassa e confinada a certas áreas que o homem ainda não ocupou, por serem muito inóspitas. Em compensação, os animais aí refugiados tampouco atraem caçadores humanos: lagartos e roedores, insetos e larvas, que o coiote arranca do chão com as unhas, quanto a fome aperta.

Nos lugares onde há água, o coiote devora peixes, répteis, anfíbios e crustáceos. Desde que atinge um ano de idade, o bicho persevera em sua difícil luta pela sobrevivência. Tão difícil, que poucos coiotes chegam a essa idade. Em geral, morrem de fome ou baleados.

Nem sempre a vida foi assim difícil para o coiote. Dois séculos atrás, quando os Estados Unidos proclamaram sua independência, a costa do Pacífico compreendia o oeste remoto. Hoje, tudo mudou por lá. A região está toda industrializada e mecanizada. Nesse ambiente de progressivo despovoamento zoológico, o coiote é quase um milagre de sobrevivência.

Hoje, ele se refugia em tocas abertas nas margens das ravinas ou regiões áridas, onde cava poços de até 4 metros para achar água. Teve de desenvolver também outros hábitos de alimentação, mas persiste e perdura, do Alasca até a América Central.

coiote-estados-unidosNo tempo do “far west” selvagem, os coiotes caçavam bisões e antílopes. Com a civilização, essa caça escasseou, mas o coiote sobrevive devido a sua adaptação à brusca alteração do ambiente.
Postado às margens das estradas, nos Estados Unidos, o coiote, pacientemente, procura sempre encontrar restos de um piquenique ou corpos de roedores, cobras e outros bichos atropelados.

Até que os filhotes desmamem, seis semanas depois de nascerem, o pai fica habitando outra toca próxima. Com a chegada da primavera, as fêmeas costumam cavar tocas para servirem de abrigo aos cinco ou sete filhotes que deverão nascer no mês de maio. No entanto, existem muitas fêmeas que procuram reduzir essa tarefa ao máximo. Para isso, saem a campo à procura de locais usados por outros animais. Quando encontram um lugar que consideram seguro, expulsam outros bichos de suas tocas, apossam-se delas e escavam somente o suficiente para se acomodarem.

coiote-com-seus-filhotes

coiote-luta-pela-sobrevivencia

Avaliar esse artigo

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here